A Diferença entre Remake e Novas Adaptações

Entenda as diferenças entre os live-actions da Disney.

Disney Live Actions

Desde que a Disney começou á fazer remakes de suas animações clássicas surgiram várias polêmicas por causa de mudanças entre os filmes animados e as suas novas versões live-action.

Mudanças de etnia, de personagens ou mesmo na trama, todas geraram controvérsia.

Boa parte dos filmes da Disney não são histórias originais da mesma e sim adaptações de romances, contos de fadas e etc, sendo assim algumas pessoas que defendem as mudanças nos live-actions dizem que as versões com atores são novas adaptações dos livros, que são reboots, bem, não é bem assim e nesse artigo iremos tentar explicar da melhor forma possível o motivo disso.

Os Remakes

Aladdin 2019

Pra ser considerado um remake, um filme tem que ter muitas semelhanças com o original, não precisa ser idêntico, mas precisa ter a mesma estrutura e uma história similar, 101 Dálmatas de 96, Aladdin, Bela e a Fera, Mogli, Cinderela, todos esses filmes são remakes.

Eles se aproximam bastante das animações e apesar de terem as suas diferenças, ainda são essencialmente “os mesmos” filmes.

Novas Adaptações

20210510 cruella florence

São os filmes que mudam muita coisa em relação as animações sendo assim considerados novas adaptações e não remakes em si.

O Livro da Selva de 1994, os filmes de Alice no País das Maravilhas, Malévola, Cruella, Mulan, todos esses longas são novas versões dos romances/contos de fadas, porque eles são diferentes demais das animações para serem chamados de remakes.

Mogli é um adulto no filme dos anos 90, os filmes de Alice são “continuações” da animação de 1951, Malévola e Cruella são anti-heroínas e não vilãs propriamente ditas e Mulan de 2020 tem coisas diferentes demais da versão de 1998 pra ser um remake, ele é acabou sendo um reboot no fim.

E as Polêmicas?

Não vamos entrar no mérito ser é certo ou errado mudar etnia e sexo dos personagens nas novas versões, porém usar o argumento que sendo uma nova adaptação de determinada obra as mudanças são justificadas nem sempre é o correto.

Temos exemplos como Pinóquio e Pequena Sereia que claramente foram baseados nos desenhos e não nos contos de fadas, os fãs que reclamaram das mudanças na Fada Azul e na Ariel (sem serem preconceituosos é claro), não estão assim tão errados, pois os filmes teoricamente seguem os desenhos, então é compreensível esperar maior semelhança com as obras originais.

Porém em filmes como Malévola e Cruella onde fica claro que se tratam de releituras, reclamar de falta de fidelidade é complicado.

Enfim, esperamos que tenha ficado claro essas questões sobre os live-actions.

Os próximos live-actions do estúdio são Peter Pan e Wendy e o já citado Pequena Sereia previstos para serem lançados em Abril e Maio.