A "Trilogia do Dragão" de Jean-Claude Van Damme

A "Trilogia do Dragão" de Jean-Claude Van Damme

É bem provável que você tenha assistido na vida á pelo menos um filme do ator e lutador belga Jean-Claude Van Damme, uma das maiores lendas dos filmes de artes marciais e que fez bastante sucesso durante os anos 80 e 90.

Se nunca assistiu nada dele, depois de ler essa matéria, talvez tenha a vontade de mudar isso, pois hoje iremos conhecer (ou relembrar) três famosos filmes da longa filmografia do ator e todos os três ganharam a palavra “Dragão” em seus títulos nacionais, justificando assim á chamada trilogia do dragão, mesmo que na verdade os filme não tenham qualquer relação entre si.

O Grande Dragão Branco (Bloodsport) – 1988
O Dragão do Futuro

Este é literalmente o filme que fez Van Damme ficar reconhecido mundialmente e é um dos mais famosos do astro no Brasil, pois foi reprisado inúmeras vezes nas Sessões da Tarde da vida.

Na trama, vagamente baseada em fatos reais, Van Damme vive Frank Dux, um jovem lutador de ninjutsu que viaja até Hong Kong para honrar o seu mestre Senzo Tanaka (Roy Chiao), participando do Kumite, um torneio de artes marciais de escala global que ocorre no submundo.

Lá, Frank se envolve amorosamente com a jornalista Janice Kent (Leah Ayres), faz amizade com outro lutador chamado Ray Jackson (Donald Gibb) e ganha um inimigo mortal, o diabólico Chong Li (Bolo Yeung), o atual campeão do Kumite.

Dirigido por Newt Arnold, Bloodsport como é conhecido no original, fez sucesso entre o público (não muito com a crítica), ganhou sequências (sem a presença de Van Damme) e foi até uma das influências para a criação do Mortal Kombat.

Cyborg – O Dragão do Futuro (Cyborg) – 1989
O Dragão do Futuro

Com certeza um dos filmes mais inusitados da carreira do ator é este Cyborg de 1989, que por aqui ganhou o subtítulo O Dragão do Futuro, se tornando assim o nosso segundo filme da chamada “trilogia”.

Depois dos sucessos de Mad Max e Exterminador do Futuro, vários filmes com futuros distópicos envolvendo desertos e robôs viraram moda e Van Damme acabou estrelando um desses filmes, justamente este Cyborg.

A trama se passa em um futuro pós-apocalíptico onde os sobreviventes tem de lidar com dois males: Um vírus terrível chamado apenas de “a morte viva” e claro, como toda obra assim, gangues de assassinos e degenerados.

Gibson Rickenbacker (Van Damme), uma espécie de mercenário, está em uma jornada de vingança contra o vilão Fender Tremolo (Vincent Klyn), já que ele e sua gangue mataram sua amada. Ele foi contratado para proteger a ciborgue Pearl Prophet (Dayle Haddon) que tem em seu sistema a cura para a praga e por isso passam á serem perseguidos por Fender e sua gangue. Gibson conta com a ajuda de Nady Simmons (Deborah Richter), uma jovem que deseja que a cura se torna realidade, pois perdeu a sua família para a doença.

No decorrer da história conhecemos mais do passado de Rickenbacker, enquanto ele tem lutas cada vez mais mortais contra Tremolo e o seu grupo.

Com direção do Albert Pyun (famoso por filmes B), Cyborg consegue ser uma boa diversão pra quem gosta de filmes de ação e futuros sombrios.

Uma curiosidade é que em 2011, Pyun lançou uma “director’s cut” do longa, que altera bastante coisa.

Kickboxer – O Desafio do Dragão (Kickboxer) – 1989
O Desafio do Dragão

Kickboxer era até então o menos conhecido filme dos três, até que isso mudou por causa do remake Kickboxer - A Vingança Do Dragão de 2016 (que também tem Van Damme no elenco), mas vamos no concentrar no filme original.

Lançado no mesmo ano de Cyborg e dirigido por Mark DiSalle e por David Worth, o longa conta a história de Kurt Sloane (Van Damme), que deseja vingar o irmão e lutador de kickboxing, Eric Sloane (Dennis Alexio), que ficou paralítico após enfrentar Tong Po (Michel Qissi), o perverso campeão da Tailândia. Para isso Kurt treina com um duro mestre chamado Xian Chow (Dennis Chan), que lhe ensina a verdadeira essência do Muay Thai.

Assim como Cyborg, Kickboxer - O Desafio do Dragão não foi bem aceito pela crítica, mas se tornou um sucesso com o público (que no fim é o que importa para os realizadores), teve sequências (nenhuma com o Van Damme, como é de imaginar) e o remake, que por sua vez já tem a sua própria sequência: Kickboxer: A Retaliação de 2018.

Essa foi a “trilogia” de filmes de Jean-Claude Van Damme que tem dragão em seus títulos, e que com certeza vale dar uma olhada.

Caso tenha assistido, nos dê sua opinião através do campo de comentários, caso contrário, se você nunca os viu e tem interesse, eles são relativamente fáceis de encontrar, boa diversão.

Ver comentários