'Os Novos Mutantes': Os altos e baixos do último filme do universo mutante da Fox

'Os Novos Mutantes': Os altos e baixos do último filme do universo mutante da Fox

Depois de sofrer com adiantamentos, compra da Fox pela Disney e uma pandemia mundial, o filme da equipe juvenil dos X-Men finalmente está entre nós.

Será que toda essa espera valeu a pena?

Ao contrário da grande maioria dos filmes dos X-Men, Novos Mutantes tem uma estrutura e pegada mais intimista, buscando contar uma história com poucos personagens e sem tanto exageros.

Na trama conhecemos Danielle Moonstar/Miragem (Blu Hunt), Rahne Sinclair / Lupina (Maisie Williams), Illyana Rasputin / Magia (Anya Taylor-Joy), Sam Guthrie / Míssil (Charlie Heaton) e Roberto da Costa / Mancha Solar (Henry Zaga), cinco jovens mutantes que tiveram experiências traumáticas e que precisam aprender a usarem os seus poderes sem que machuquem os outros e a si mesmos.

Os adolescentes estão internados em uma espécie de hospital onde supostamente estariam sendo ajudados pela médica Cecilia Reyes (Alice Braga).

Acompanhamos a história do ponto de vista de Danielle, uma jovem nativa americana que não sabe ao certo quais poderes possui. Ela logo de cara cria uma rivalidade com a arrogante e rebelde Illyana e desenvolve uma relação oposta com a retraída mas bondosa Rahne, uma amizade que logo acaba evoluindo para algo mais profundo.

Com a chegada de Danielle, o grupo passa a ser atacado e assombrado por coisas horríveis, os forçando a unirem forças se quiserem sobreviver e escapar do local.

O roteiro de Novos Mutantes é básico e não necessariamente ruim, porém a execução deixa a desejar.

Nem todos os personagens tem o mesmo espaço e tem os seus dilemas apresentados adequadamente, o filme recorre á clichês já bem batidos de filmes adolescentes e de terror e, por falar nisso aí está outro problema, o longa é um tanto quanto esquizofrênico e não sabe se quer ser um longa sobre dramas adolescentes, um filme de super-herói ou um filme de horror. Ele atira para todos os lados e não se foca adequadamente em nenhum gênero.

Outro ponto negativo são furos de roteiros difíceis de ignorar, como a personagem de Alice Braga tomar conta sozinha de todos os jovens, sem ter qualquer tipo de equipe para auxilia-la, é suspensão de descrença demais.

Os Novos Mutantes

Porém o filme não é só problemas, o elenco se esforça, principalmente Taylor-Joy e Williams, os efeitos especiais são razoáveis e a cena de ação final é minimamente satisfatória.

Novos Mutantes está longe de ser um dos melhores filmes desse universo, mas também não é o pior. Se você for assisti-lo com expectativas baixas, não vai se desapontar (pelo menos, não muito).

Pra finalizar uma curiosidade: A história do filme é muito parecida com a Hora do Pesadelo: Guerreiros dos Sonhos. Os dois longas focam em adolescentes traumatizados internados em um hospital e precisando lidar com uma ameaça sobrenatural.

Coincidência? Quem sabe?

Dirigido por Josh Boone a partir de um roteiro que ele co-escreveu com Knate Lee, Os Novos Mutantes é estrelado por Maisie Williams, Anya Taylor-Joy, Charlie Heaton, Alice Braga, Blu Hunt e Henry Zaga.

Ver comentários