Personagens da DC que merecem filmes

Personagens da DC que merecem filmes

Com o crescimento das adaptações de personagens de quadrinhos, os fãs do conteúdo original torcem para que vários personagens ganhem seu espaço nos cinemas, enquanto os fãs apenas dos filmes se perguntam o que de interessante as empresas ainda podem lhes apresentar. Por isso que pelas próximas semanas nas sextas, vamos trazer conteúdos das HQs que merecem suas obras. Começando com a DC, abordaremos 3 personagens que merecem seus filmes, sejam parte do universo expandido do cinema, seja pelo selo “DC Dark”. Vamos para a lista!

Os Jovens Titãs / Novos Titãs
<a href=Os Jovens Titãs/Novos Titãs" src="https://4.bp.blogspot.com/-Oaglvx0MqRQ/XfPw8Ng-3PI/AAAAAAAAG0Q/cTl5-WQU66kYv6QLHiB0aZqrpOgk-71UwCLcBGAsYHQ/w1000/1.jpg" title="Os Jovens Titãs/Novos Titãs" />

Começando com um grupo que muitas pessoas da minha época já estão familiarizados graças à Animação que passou tanto na Cartoon Network quanto no SBT. Os Jovens Titãs (hoje Novos Titãs) conseguem conversar com 3 públicos diferentes: crianças, adolescentes e adultos.

Não que outras obras não chamem atenção dos 3, mas o foco nesta HQ é mostrar o desenvolvimento de adolescentes e como lidam com situações para com a vida civil e de herói. Criado em 1964, o grupo já teve diversas formações e hoje existem 2 distintos: os Novos Titãs e os Titãs, este último conta com heróis já experientes e que abordarei outro dia. O grupo foi basicamente liderado por Robins e, desde 2016 com o “Renascimento” na DC, Damian Wayne, o atual Robin (e filho do Batman), lidera os jovens heróis.

As histórias são ótimas e têm sucesso crítico e comercial. Com Damian no comando, já contou com 2 formações e a atual seria perfeita para uma adaptação pela Warner. Em uma era em que já não se é mais necessário temer ser diferente, o filme não teria problema algum em trazer este discurso e apelar para o politicamente correto, já que a história original faz isto de forma natural e, até por isso, não sofre nenhuma reclamação dos fãs, diferente de diversos títulos da Marvel.

Além de abordar temáticas atuais, a DC ainda poderia se inspirar em diversos filmes dos anos 80 e 90 sobre amadurecimento e ter o filme definitivo desta categoria desde o Homem-Aranha de 2002. Talvez o maior desafio para a trama seja a escolha do vilão, mas nada que a escolha correta do diretor não resolva.

A atual formação dos Novos Titãs conta com Robin (Damian Wayne), Kid Flash (Wally West), Arqueira Vermelha (Emiko Queen), Roundhouse, Djinn e Crush (filha do Lobo).

Exterminador
<a href=Exterminador" src="https://2.bp.blogspot.com/-BVUB_ixA7Rc/XfP4HeY7LwI/AAAAAAAAG0c/Miv-hgN9Qcg88BolbN61HI6XxsP7pT9OgCLcBGAsYHQ/w1000/2.webp" title="Exterminador" />

Talvez o maior vilão da história dos Titãs, o maior mercenário dos quadrinhos tem tudo o que precisa para ser o “sucessor” de Coringa nos cinemas como um dos maiores sucessos em um filme para maiores.

Resultado de diversas experiências para criar soldados meta-humanos, o veterano da Guerra do Vietnã Slade Wilson acaba por se tornar um mercenário e, por mais que por muitas vezes seja vilão em algum arco, não pode entrar em nenhuma categoria, já que o personagem só mata (ou tenta) matar quem ele é contratado para executar, seja herói ou vilão. Não é por acaso que Wilson já lutou diversas vezes ao lado dos heróis contra grandes ameaças.

Mas é claro que os fãs amam ver o Exterminador como vilão e a carnificina que ele promove em todas as suas batalhas. Originalmente planejado como vilão do filme do Batman de 2021, o personagem foi jogado para escanteio e ninguém dá nenhuma pista de qual será o futuro do personagem no universo cinematográfico. Com o sucesso da séries dos Titãs, em que Slade é o antagonista da 2ª temporada, talvez a Warner possa começar a mexer os palitos para um provável filme do personagem, nem que seja pelo selo Dark, os fãs apenas querem respeito com um dos maiores assassinos da cultura pop.

Já que não vão usá-lo em Batman, poderiam fazer um crossover nos cinemas para adaptar o clássico “Contrato de Judas”, mas isso vai ficar para outra lista.

Arqueiro Verde
<a href=Arqueiro Verde" src="https://2.bp.blogspot.com/-6qkXy2eIxXs/XfP-kc9QFFI/AAAAAAAAG0s/kxKbuU3FtV4wFOJ9E00bAyO4XYOk5f-pQCLcBGAsYHQ/w1000/3.webp" title="Arqueiro Verde" />

Com o sucesso de Arrow, é inacreditável a Warner e DC não terem anunciado nenhum plano para que Oliver Queen tenha seu filme. Até mesmo sua mulher, Canário Negro, já vai estrear nas telonas e nada de um dos maiores vigilantes das HQs ter sinal de vida neste universo. Não me leve a mal, eu amo a Canário e eles formam um dos melhores casais da história da cultura pop, mas Oliver foi criado 6 anos antes que sua esposa e tem histórias mais do que suficientes para serem adaptadas nos filmes.

Com uma história de origem muito similar a de Batman em alguns aspectos, Queen depois de uma festa em seu iate acaba parando em uma ilha aonde treina e, quando retorna para sua cidade (Star City), também se torna um vigilante. O principal ponto de muitas de suas histórias é a tentativa do arqueiro de acabar com as desigualdades, já que seu tempo na ilha o fez mudar sua Visão de vida e passar a ter nojo dos ricos, algo que acaba por criar inimigos em sua vida civil.

Um filme do “Robin Hood da DC” poderia não só contar com cenas de ação espetaculares, mas também com questões políticas e sociais melhores trabalhadas do que em Coringa. Mais um filme que poderia facilmente estar no selo Dark e abordar coisas muito mais repugnantes do que apenas vilões em nossa sociedade que Queen lida para tentar melhorá-la.

Além disso, dificilmente um filme do Arqueiro Verde com a Canário Negro seria um fiasco, por serem 2 personagens que o público casual passou a se acostumar graças às séries. A oportunidade está ali, basta a Warner querer.

Sentiu falta de algum personagem? Calma, esta é apenas a primeira parte, semana que vem será a vez da Marvel e em 2 semanas voltamos com DC. Até lá!

Gosta do CineVício? Também estamos no Instagram e Facebook, siga-nos por lá e receba nosso conteúdo direto na sua rede social.
Ver comentários