Antigo animador da Disney diz que não é fã dos Remakes

Antigo animador da Disney diz que não é fã dos Remakes

John Musker, veterano do Walt Disney Animation Studios, admite que está “confuso” com os Remakes das animações clássicas da Disney, dizendo que o Remake de O Rei Leão, dirigida por Jon Favreau, em especial, não o deixou envolvido. Com mais de 40 anos de experiência na área de animação da Disney, Musker e o colaborador de longa data Ron Clements dirigiram vários clássicos, incluindo As Peripécias do Ratinho Detetive, Hércules, Planeta do Tesouro, A Princesa e o Sapo e Moana. Os maiores sucessos de bilheteria da dupla são A Pequena Sereia e Aladdin.

Em uma nova entrevista ao The Hollywood Reporter, Musker acredita que Rei Leão de Favreau contribuiu com a evolução das animações, mas diz que seus personagens eram em grande parte “inexpressivos”, uma crítica comum ao filme que faturou US$ 1,657 bilhão em todo o mundo, apesar de críticas negativas.

“Estou ‘confuso’ com os Remakes Live-Action, embora os mais bem-sucedidos para mim sejam os que ironicamente reinterpretam o conteúdo para um novo nível, como Malévola”, disse Musker sobre a franquia Live-Action inspirada no clássico A Bela Adormecida. “Acho que Favreau é um cineasta brilhante, mas a lealdade de adaptação ao Rei Leão desenhado à mão, bem como a animação inexpressiva em seu filme, me deixaram sem envolvimento”.

Musker continuou: “Em geral, eu preferiria ver mais conteúdo original, e os contos de fadas, particularmente por sua natureza, não parecem exigir a expansão ou repetição de seus arcos narrativos independentes. Mas Frozen 2 fez mais de US$ 1 bilhão, então o que diabos eu sei?”

O filme de Aladdin, estrelado por Will Smith como o Gênio da Lampada e Mena Massoud como o próprio Aladdin, arrecadou 1,051 bilhão de dólares em todo o mundo, tornando-se o oitavo filme com maior bilheteria do ano. Agora, os estúdios Disney estão desenvolvendo seu Live-Action de A Pequena Sereia, que deve estrelar Halle Bailey como a princesa sereia.

Ver comentários