Warner Bros. preocupada que 'Mulher Maravilha 1984' "perca a força" se for adiado para 2021

Warner Bros. preocupada que 'Mulher Maravilha 1984' "perca a força" se for adiado para 2021

Mulher Maravilha 1984 não teve a melhor sorte nos últimos anos, já que originalmente pretendia ser lançado em 2019 antes de ser adiado para 2020, onde desde então tem sido atormentado por vários novos adiamentos devido à pandemia de Coronavírus. Mas de acordo com um relatório da Variety, o estúdio estava aparentemente preocupado que se o longa fosse adiado novamente para 2021 (quase quatro anos após a estreia do primeiro filme em 2017) a sequência “perderia a força”. Parece que a decisão de emparelhar o lançamento nos cinemas em 25 de dezembro junto com uma estreia digital no HBO Max foi uma decisão de última hora por parte da Warner Bros.

Rich Greenfield, analista da LightShed Partners, falou com a Variety sobre o lançamento de Mulher Maravilha 1984 no HBO Max, explicando que também é um movimento estratégico para persuadir o público a usar o novo serviço de streaming. Além dos fãs que esperam por lançamentos da DC, como Liga da Justiça de Zack Snyder, Pacificador e Titãs, parece que o público regular nem está ciente do serviço. Confira a declaração de Greenfield no relatório da Variety abaixo:

“Eles vão ganhar menos dinheiro pelo bem maior de construir o HBO Max. Isso está colocando o futuro de longo prazo da empresa à frente dos lucros. O lançamento é muito menos sobre atrair novos assinantes, mas sim fazer com que as pessoas saibam que o HBO Max existe. Eles têm pessoas que pagam pelo HBO Max e não o usam. Toda a iniciativa é levar as pessoas para o HBO Max”.

Dirigido por Patty Jenkins, o filme é estrelado por Gal Gadot, Chris Pine, Kristen Wiig, Pedro Pascal, Natasha Rothwell, Ravi Patel, Gabriella Wilde, Connie Nielson, e Robin Wright.

Ver comentários