Conheça o Universo compartilhado de Hasbro

Conheça o Universo compartilhado de Hasbro

Quando se pensa em universos compartilhados, muitos pensam em Marvel e DC, mas muito não sabem que existem muitos e muitos outros universos compartilhados, na literatura por exemplo temos os contos de H.P. Lovecraft e nos games os jogos da SNK (The King of Fighters, Fatal Fury, etc.).

Além desses, um outro universo compartilhado que é meio esquecido é o da Hasbro. Sim, a empresa responsável por alguns dos brinquedos mais marcantes da história, também conta com um universo compartilhado, universo esse criado nas histórias em quadrinhos da editora IDW.

Vamos listar á seguir quais são as franquias desse incrível universo.

Transformers

De longe a franquia mais famosa da Hasbro, Transformers surgiu de uma fusão entre as linhas de brinquedos japonesas, as Microman e Diaclone.

E logo na sua gênese os quadrinhos estavam envolvidos, já que a Hasbro fez uma parceria com a Marvel, para criar a mitologia daquele mundo, que ficou á cargo de Bob Budiansky, responsável por nomear e criar perfis para muitos dos Transformers, incluindo famosos como o Megatron.

Em 2005, a editora IDW adquiriu os direitos dos Transformers e fez um reboot, se baseando na famosa fase G1 e desde então vem elaborando esse vasto universo onde ocorre a eterna guerra civil entre Autobots e Decepticons.

Ao contrário da visão infantilizada que ficou marcada por causa do desenho clássico, as HQs de Transformers abordam temas sérios como política, traição, legado, guerra e até mesmo a desconfiança que a humanidade tem dos Transformes, independentes se eles são Decepticons ou Autobots.

Diferente dos filmes, que são quase todos de qualidade duvidosa, as HQs de Transformers são uma boa porta de entrada para quem quer conhecer melhor esse universo.

G.I. Joe

Depois dos Transformers, os G.I. Joe que já foram conhecidos no Brasil como Falcon e Comandos em Ação é uma das linhas de brinquedos mais famosas do mundo.

A guerra disputada pelos Joes e os Cobras já tiveram como campo de batalha, os quintais e salas de muitos meninos. A linha original dos Joes, surgiu nos anos 60 e era mais realista, com militares tradicionais. Nos anos 80, ela foi reformulada ganhando ares de ficção científica e de super-heróis, tendo o famoso desenho animado para ajudar na divulgação e também, quadrinhos, mais uma vez produzidos pela Marvel.

A história é bem conhecida, os Joes (ou Comandos em Ação se preferir), são uma organização militar dedicada á preservar a paz e a liberdade no mundo, que tem como membros personagens icônicos como Duke, Scarlett, Roadblock e General Hawk.

Eles encaram os Cobras, que por sua vez são uma organização terrorista e militarizada que se utiliza de alta tecnologia. Os Cobras também tem integrantes tão marcantes quanto como Destro, a sensual Baronesa e claro, o Comandante Cobra. Mas claro, ninguém é mais famoso dentro dessa franquia do que os ninjas arqui-inimigos Snake Eyes e Storm Shadow.

Bem, como aconteceu com Transformers, as HQS de G.I. Joe na IDW são bem mais sérias que o desenho original, mostrando uma guerra bem mais realista, mais ainda assim sem perder a essência da franquia. Uma pena que os filmes live-action sejam bem esquecíveis (esperamos que Snake Eyes: G.I. Joe Origins seja melhor), mas com certeza usar as HQS da IDW como base, seria uma boa alternativa para melhorar os filmes.

M.A.S.K.

Ao contrário de Transformers e G.I. Joe, M.A.S.K. não foi criado pela Hasbro e sim pela rival Kenner, porém a linha de brinquedos tinha semelhanças com as franquias da Hasbro, já que se tratava de uma equipe militar que se utilizavam de veículos que podiam se transformar (veículos terrestres mudarem para aéreos por exemplo).

Quando a Kenner deixou de existir, a Hasbro adquiriu os direitos de M.A.S.K. e os trouxe para o seu universo.

Em 2016, uma versão de M.A.S.K. atualizada foi introduzida no universo da IDW. A história gira em torno de Matt Trakker, um jovem engenheiro e piloto que passa a liderar a equipe especial de defesa da Terra chamada M.A.S.K., equipe essa que se utiliza de veículos e armaduras de alta tecnologia.

M.A.S.K. não é tão legal quanto Transformers e G.I. Joe, mas tem o seu charme.

Rom – O Cavaleiro do Espaço

Diferente dos demais, Rom nunca foi bem em venda de brinquedos, mas os seus quadrinhos pelo contrário fizeram bastante sucesso. Da parceria entre Hasbro e Marvel, o Rom feito por Bill Mantlo e Sal Buscema se destacou, inclusive aqui no Brasil, quando foi publicado pela Editora Abril.

Nas histórias originais da Marvel, Rom se trata de um Cavaleiro Espacial, um ciborgue do planeta Galador, que se tornou um cavaleiro espacial para enfrentar os Espectros (Dire Wraith no original), uma raça alienígena transforma e maligna. Rom e os demais cavaleiros enfrentam os Espectros com a guerra chegando á Terra e aqui Rom é visto como uma ameça, pelas pessoas não compreenderem o que está ocorrendo.

No universo da IDW, ocorrem algumas mudanças, o nome do planeta natal de Rom é Elonia e apesar dele também se tornar um Cavaleiro Espacial para enfrentar os Espectros, a forma como isso ocorre é diferente da versão da Marvel. Rom, também chega á Terra e é visto como uma ameça pela população e o governo, que passam que ele é de Cybertron, fazendo assim a ligação com os Transformers.

Independente da versão, se da Marvel ou da IDW, Rom é um personagem bem interessante e merece ser conhecido melhor.

Os Micronautas

Lembra do Reino Quântico nos filmes do Homem-Formiga? Saiba que nos quadrinhos da Marvel, ele já teve outro nome, o Microverso.

Mais uma vez a Marvel criou uma HQ baseada em uma linha de brinquedos desta vez da extinta Mego. Com o passar dos anos, os Micronautas foram parar na Hasbro e também nas HQs da IDW.

Os Micronautas se tratam de uma equipe oriunda do agora denominado Microspace. Lá os seus habitantes tem tamanhos comuns, mas quando viajam para o universo tradicional da IDW, se tornam diminutos.

A equipe tem como líder o herói Oziron Rael enfrentando o terrível vilão Barão Karza.

Action Man

Se você era criança no começo dos anos 2000, talvez se lembre do desenho em CG de Action Man, que era do mesmo estilo do Max Steel, mas acredite o personagem é bem mais antigo.

Lançado nos anos 60, como uma variante britânica dos G.I. Joe, a linha de brinquedos Action Man evoluiu com o tempo deixando de ser um militar para ser um super espião a lá James Bond. No universo da IDW o Action Man é um jovem chamado Ian Noble, que assumi a alcunha após a morte do Action Man anterior.

Aqui o Action Man é um título dado aos principais agentes secretos da Grã-Bretanha. Além das suas histórias solos, Ian interage com os demais heróis da Hasbro/IDW.

Universo Compartilhado no Cinema?

Quando os filmes dos Transformers estavam no auge e G.I. Joe patinava para se firmar (coisa que infelizmente nunca conseguiu fazer), surgiram rumores de unir as duas franquias no cinema, mas acabou nunca acontecendo justamente pela falta de popularidade dos filmes dos Joes.

Porém, agora que a franquia Transformers praticamente teve um reboot com o excelente Bumblebee (2018) e o mesmo parece que vai acontecer com G.I. Joe no filme futuro do Snake Eyes, seria o momento perfeito para criar esse universo compartilhado.

Sem falar que há um bom tempo há planos para filmes de Rom, M.A.S.K., Action Man e Micronautas.
Se esses projetos se tornarem realidade, fazer depois um filme adaptando a saga Revolution das HQs, unindo todos esses personagens seria o caminho natural.

Claro, que se pode argumentar que muitas dessas franquias da Hasbro não são populares e até mesmo completa estranhas para o público em geral, mas lembre-se Guardiões da Galáxia, Doutor Estranho, Pantera Negra, Homem-Formiga e etc também não eram populares.

Contratando bons diretores e roteiristas e tendo alguém com visão para coordenar, esse universo poderia perfeitamente bem fazer a Hasbro repetir o mesmo sucesso da sua antiga parceira Marvel no cinema.

E vocês o que acham?

Acreditam que é possível Transformers e companhia ganhem um universo interligado nas telonas ?

Deixe a sua opinião.

Gosta do CineVício? Também estamos no Instagram e Facebook, siga-nos por lá e receba nosso conteúdo direto na sua rede social.
Ver comentários