Conheça, ou relembre, os dois filmes de Star Wars que foram esquecidos

Quando se fala em Star Wars os fãs pensam logo na trilogia clássica, nas prequels, nas séries animadas Clone Wars e Rebels e, hoje em dia na (conturbada) trilogia sequel e na série Mandalorian.

Mas existe uma obra do universo criado por George Lucas que não é muito lembrada. Se tratam de dois filmes lançados nos anos 80 e totalmente focados no público infantil, filmes esses que tem como protagonistas os fofos (e odiados por alguns fãs mais hardcores) Ewoks, a raça de ursinhos tribais introduzida na saga em Retorno de Jedi.

Os longas em questão são Caravana da Coragem e Ewoks – A Batalha de Endor, longas que fizeram até um certo sucesso na época, até mesmo aqui, sendo reprisados várias vezes pelas emissoras brasileiras.

Bem, é hora de relembrar ou conhecer essas duas pérolas esquecidas.

Caravana da Coragem – 1984

Com direção de John Korty, Caravana da Coragem (Caravan of Courage: An Ewok Adventure no original), se passa entre os episódios 5 e 6 da série e mostra como a família Towani foi parar por acidente em Endor.

Quando os seus pais são sequestrados por um monstro chamado Gorax, os irmãos Cindel (Aubree Miller) e Mace Towani (Eric Walker) se unem aos nativos ewoks na missão de salvá-los, com destaque para o corajoso Wicket (Warwick Davis) entre a equipe formada para o resgate.

O filme lançado direto para a TV fez um sucesso moderado e apesar de desagradar parte dos fãs, agradou as crianças, que era o objetivo da coisa.

O filme ganhou uma adaptação para um livro infantil e a aprovação do público fez com surgisse uma série animada dos Ewoks e o segundo filme, que falarei a seguir.

Ewoks – A Batalha de Endor – 1985

Lançado já no ano seguinte e novamente produzido para a TV, o filme dirigido por Ken e Jim Wheats tem uma história um tanto quanto mais sombria do que o anterior, já que Cindel e Wicket acabam sozinhos depois que a família da menina e muitos dos Ewoks são mortos pelos vilões Terak (Carel Struycken), Charal (Siân Phillips) e o seu bando.

A menina e o ewok (que agora sabe falar), se aventuram nas florestas onde conhecem Teek (Niki Botelho), um animalzinho super veloz com quem fazem amizade.

Teek pertence ao eremita mal-humorado, mas de bom coração, Noa Briqualon (Wilford Brimley), que por fim acaba ajudando Cindel e Wicket á derrotarem os vilões da história.

Como o filme original, A Batalha de Endor agradou o público e a crítica.

Apesar de nunca ter tido um terceiro filme, o futuro de Cindel foi mostrado no antigo cânone de Star Wars, mas especificamente na série de livros The Black Fleet Crisis, que tem a participação de uma Cindel crescida se tornando uma jornalista em Coruscant.

Hoje, os filmes dos Ewoks não contam mais e se tornaram Legends, com eles sendo as únicas produções live-action da franquia á serem desconsideradas.

Mesmo assim, alguns fãs criaram uma teoria que a Capitã Phasma vivida pela atriz Gwendoline Christie na nova trilogia é na verdade a Cindel, mas apesar da própria atriz gostar da ideia, a teoria acabou não se confirmando.

E vocês se lembravam desses filmes ou nunca assistiram aos mesmos?

Se não, mesmo se tratando de obras voltadas totalmente para o público infantil, sendo praticamente contos de fadas ambientados no universo Star Wars, ainda assim é uma boa pedida vê-los, nem que seja por curiosidade.

Ver comentários